Dízimo

PROJETO ARQUIDIOCESANO DA PASTORAL DO DÍZIMO

Com grande determinação, coragem e esperança estamos juntos avivando a Pastoral do Dízimo na Arquidiocese de Pelotas com o Projeto Arquidiocesano da Pastoral do Dízimo.

Foi e está sendo um processo construído por todos nós, batizados e batizadas que formamos a Arquidiocese de Pelotas.

ESTAMOS MUITO FELIZES, POS PODEMOS CONTAR COM A SUA ADESÃO E A CAPACIDADE DE “SOMAR JUNTOS” NESTE PROJETO ARQUIDIOCESANO DE PASTORAL DO DÍZIMO.

O QUE É PRECISO FAZER?

Avivar a Pastoral do Dízimo na Arquidiocese de Pelotas a partir da Teologia da Gratuidade e Alteridade baseada na espiritualidade eucarística, espiritualidade da oferenda, espiritualidade da partilha e espiritualidade missionária.

O QUE É PRECISO FAZER?

Conhecer e aprofundar mais a “verdadeira” Pastoral do Dízimo e o “correto” Dízimo.

Concretizar a finalidade do dízimo-oferenda: celebrar a partilha, ajudar os pobres, promover a evangelização e provocar a missão.

Organizar melhor a Pastoral do Dízimo em todas as Paróquias e Comunidades da Arquidiocese.

Executar a prática do Dízimo-oferenda de modo unitário em toda a Arquidiocese.

É CERTO PENSAR...

É certo pensar que uma “verdadeira” Pastoral do Dízimo e um “correto” Dízimo têm como fundamentação a TEOLOGIA DA GRATUIDADE E ALTERIDADE, que por sua vez está baseada na espiritualidade eucarística, a espiritualidade da oferenda, a espiritualidade da partilha e da espiritualidade missionária.

A Teologia da Gratuidade e Alteridade mostra claro que Deus é doador de tudo e dirigido sempre para os outros, logo, a sua doação e sua direção é totalmente gratuita, generosa, aberta e ilimitada.

A esse Deus, nós queremos e precisamos agradecer, oferecendo um pouco do tudo que cem Dele para Ele próprio e para os outros, oferta essa também de maneira mais gratuita, mais generosa, mais aberta e mais ilimitada.

É PRECISO EVITAR PENSAR...

É preciso evitar pensar que a “Pastoral do Dízimo” e o “Dízimo” estão baseados na “teologia da prosperidade”, na “teologia do interesse”, na “teologia do acúmulo” e na “teologia da miséria”.

Pela “teologia da prosperidade”, eu quero ser “recompensado”!

Pela “teologia do interesse”, eu quero ser “retribuído”!

Pela “teologia do acúmulo”, eu me iludo com uma “falsa felicidade”!

Pela “teologia da miséria” eu só dou ”mínimo”!

 

CUIDADO: essas quatro “teologias” refletem as lógicas mercadológicas e vão na contramão da espiritualidade eucarística, da espiritualidade da oferenda cristã, da espiritualidade da partilha e da espiritualidade missionária, que dão base à TEOLOGIA DA GRATUIDADE E ALTERIDADE.

POR QUE SER DIZIMISTA-OFERENTE?

1º - Sou Dizimista-oferente, porque amo a Deus e amo o meu próximo (2Cor 9,7);

2º - Sou Dizimista-oferente, porque reconheço que tudo recebo de Deus (Sl 23; 1Cor 7,4);

3º - Sou Dizimista-oferente, porque minha gratidão a Deus me leva a devolver um pouco do muito que recebo (Lc 17, 11-19);

4º - Sou Dizimista-oferente, porque a Palavra de Deus me pede isso para a minha felicidade (Ml 3,10; Lc 21,18);

5º - Sou Dizimista-Oferente, porque creio e confio em Deus Pai providente (Mt 6,25-31);

6º - Sou Dizimista-Oferente, porque o ato de partilha mata meu egoísmo e ajuda os pobres (Lc 12,16-21; Pd 4,8; At 2,41-47.4,32-37);

7º - Sou Dizimista-Oferente, porque creio na vida cristã em comunidade que evangeliza (Mt 18,20.28,19-20);

8º - Sou Dizimista-Oferente, porque Deus, o Pai de todos, não quer ninguém passando necessidade (Mt 25,40);

9º - Sou Dizimista-Oferente, porque preciso e quero viver em liberdade, paz e alegria (Pr 11,24-26);

10º - Sou Dizimista-Oferente, porque quero ver a minha e as outras comunidades cristãs crescerem e ver a Igreja de Cristo, da qual pertenço, levar o seu Evangelho a todas as nações (Mt 28,19-20; Mc 16,15-20).

NOSSO PEDIDO CARINHOSO:

Seja Dizimista-oferente na sua Comunidade/Paróquia!

Acolha com amor a visita do Missionário do Dízimo-oferenda!

Participe da “Missa do Dízimo” e ofereça o Envelope com seu Dízimo-oferenda gratuito e generoso!

Seja feliz fazendo a oferta do seu Dízimo-oferenda, sabendo que ele expressa a sua partilha, ajuda os pobres, promove a evangelização e provoca a missão!

Seja querido por Deus fazendo sua oferta do Dízimo-oferenda, sabendo que essa oferta traz a bênção de Deus!

Conheça o Projeto Arquidiocesano da Pastoral do Dízimo; adquira-o na sua Comunidade/Paróquia.