Pastoral da Saúde

MISSÃO:
Priorizar a vida e testemunhar o Evangelho no mundo da saúde.

 

VISÃO:
Ser um trabalho organizado, missionário, inculturado, ecumênico, educativo e de evangelização no Regional Sul 3 (RS), participando da construção de uma sociedade justa a serviço da vida

VALORES:
Comprometimento:  (2Ts 2,15) (2Ts 3,13)
Doação:  (1Pd 4,10) (Mt 10,39)
Equilíbrio:  (1Pd 4,7)
Espiritualidade:  (Gl 5,22-23.25) (Ef 6,18)
Ética:  (Mt 7,12) (1Ts 5,15)
Humanização:  (Mt 10,8) (Jo 10,10)
Humildade:  (Jo 13,14)
Respeito: (Fl 2,2)
Perseverança: (Lc 21,19) (Gl 6,9)
Trabalho em equipe: (1Ts 2,9; 3,10; 4,11)

 

FUNDAMENTOS
1º) Saúde faz parte do Projeto de Deus (Jo 10,10)
2º) Foi o centro da missão de Jesus Cristo (Mt 9,35)
3º) É a missão confiada à Igreja e aos seus seguidores(as) (Mt 10,5; Mc 14,18)
4º) Cristo se identifica com o doente (Mt 25,34)
5º) É questão de salvação (Mt 25,55)

 

O QUE É:
A Pastoral da Saúde é uma das Pastorais Sociais da Igreja Católica. É a ação evangelizadora da Pastoral da Saúde, de dimensão ecumênica, comprometida em promover, preservar, defender, cuidar e celebrar a vida, tornando presente no mundo da saúde a ação libertadora de Jesus, nas seguintes dimensões:
a) Dimensão Solidária: Busca a vivência e a presença samaritana junto aos doentes e sofredores nos hospitais, domicílios e comunidades, atendendo o ser humano integralmente nas suas dimensões física, mental, social e espiritual;
b) Dimensão Comunitária (Educação para a saúde): Atua na promoção, prevenção e educação para a saúde, valoriza o conhecimento, a sabedoria e a religiosidade popular, promove debates, palestras, encontros educativos sobre doenças, alimentação, saneamento básico e higiene;
c) Dimensão Político-Institucional: Atua junto aos Órgãos e Instituições Públicas e Privadas que prestam serviços e formam profissionais na área da saúde. Zela para que haja reflexão bioética, formação ética e uma política de saúde sadia, participando ainda dos Conselhos de Saúde (locais, Distritais, Municipais, Estadual e Nacional), e das Conferências de Saúde buscando a humanização do Sistema de Saúde, fiscalizando e denunciando, quando necessário.
As dimensões são interligadas e interdependentes. Podemos priorizar uma, sem deixar de lado as outras. Em todas as dimensões será momentos para: acolher, orientar, promover a saúde, educar, libertar, reivindicar, organizar, assistir, evangelizar.

 

O QUE É SAÚDE?
É o completo bem estar físico, psíquico, social e espiritual.
Saúde física: é a ausência de mutilação, lesões, dor, cansaço, fome e sede. É o desenvolvimento normal e integral da pessoa humana e o equilíbrio entre os componentes orgânicos.
Saúde psíquica: implica em orientação de tempo e espaço, ausência de alienação, capacidade de equilibrar-se nas diversas situações da vida, autorrealização, abertura para o outro e para si mesmo, liberdade de expressão e de criação.
Saúde social: é o ajustamento do indivíduo no grupo social (entende-se por ajustamento a capacidade que a pessoa tem de se situar e de se relacionar com as outras). Implica também em ter condições de alimentação, habitação, educação, trabalho, renda, transporte, lazer, meio ambiente, liberdade e acesso às ações e serviços de saúde.
Saúde espiritual: se expressa na maneira como assumimos a vida. Toda pessoa tem uma finalidade na vida, tem sua religião e sua fé. Todos devem sentir paz no coração, amando e respeitando o próximo como também a si mesmo (Organização Mundial da Saúde).
“TODO HOMEM TEM DIREITO A UM PADRÃO DE VIDA CAPAZ DE ASSEGURAR A SI E À SUA FAMÍLIA SAÚDE E BEM ESTAR, INCLUSIVE ALIMENTAÇÃO, VESTUÁRIO, HABITAÇÃO, CUIDADOS MÉDICOS E OS SERVIÇOS SOCIAIS INDISPENSÁVEIS, E DIREITO À SEGURANÇA EM CASO DE DESEMPREGO, DOENÇA, INVALIDEZ, VIUVEZ, VELHICE OU OUTROS CASOS DE PERDA DOS MEIOS DE SUBSISTÊNCIA EM CIRCUNSTÂNCIAS FORA DE SEU CONTROLE”
(ART. 25 – DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS – 1948).
“É DIREITO DE TODOS E DEVER DO ESTADO, GARANTIDO MEDIANTE POLÍTICAS SOCIAIS E ECONÔMICAS QUE VISEM A REDUÇÃO DO RISCO DE DOENÇAS E DE OUTROS AGRAVOS E AO ACESSO UNIVERSAL E IGUALITÁRIO, AÇÕES E SERVIÇOS PARA SUA PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E RECUPERAÇÃO”
(ART. 196, SEÇÃO II – CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO
BRASIL, 1988).

 

TRABALHAR NA PASTORAL, POR QUE?
a) É uma missão de toda a comunidade cristã.
b) Seguir Jesus, o bom Samaritano.
c) Continuar a missão de Jesus, evangelizando e curando os doentes.
d) Trabalhar em defesa da vida e dos direitos dos doentes e excluídos.
QUEM É O AGENTE DA PASTORAL DA SAÚDE?
É alguém vocacionado e chamado por Deus a trabalhar em defesa e promoção da vida com saúde integral; presença amorosa e libertadora de Jesus que cura. Pessoa rica em humanidade que comunica proximidade, acolhida e carinho, capaz de escutar e acolher
outro em sua história pessoal, sua individualidade e oferecer-lhe hospitalidade em seu coração (Guia da Pastoral da Saúde para América Latina e Caribe).