• Arquidiocese de Pelotas

Igreja do Brasil expressa a caridade quaresmal nesse final de semana


No próximo Domingo de Ramos, dia 14 de abril, a Igreja no Brasil realizará a Coleta Nacional da Solidariedade em todas as comunidades e paróquias. O bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, dom Leonardo Steiner reforça que o caminho quaresmal pede aos cristãos oração, jejum e esmola e reforça o pedido para doações à Coleta Nacional da Solidariedade.

Trata-se, segundo o Texto-Base, de um gesto concreto da Campanha da Fraternidade que se expressa concretamente pela oferta de doações em dinheiro e de um gesto concreto de fraternidade, partilha e solidariedade, feito em âmbito nacional, em todas as comunidades cristãs, paróquias e dioceses. A Coleta da Solidariedade é parte integrante da Campanha da Fraternidade 2019.

Segundo o Texto-Base da Campanha da Fraternidade 2019, bispos, padres, religiosos(as), lideranças leigas, agentes de pastoral, colégios católicos e movimentos eclesiais são os principais motivadores e animadores da Campanha da Fraternidade. “A Igreja espera que com esta motivação todos participem, oferecendo sua solidariedade em favor das pessoas, grupos e comunidades, conforme orienta suas diretrizes gerais, no nº 6: ‘Ao longo de uma história de solidariedade e compromisso com as incontáveis vítimas das inúmeras formas de destruição da vida, a Igreja se reconhece servidora do Deus da vida”.

O gesto fraterno da oferta tem um caráter de conversão quaresmal. “No Domingo de Ramos somos todos convidados a dar nossa esmola e a fazermos um ato de caridade”, reforça dom Leonardo.

Veja abaixo o vídeo produzido pela CNBB para a Coleta:

Fonte: www.cnbb.org.br

PARA ONDE VAI O DINHEIRO?

Fundo Nacional de Solidariedade, Fundo Estadual de Solidariedade ou Fundos Diocesanos de Solidariedade: > 50% dos recursos são utilizados para dar apoio a projetos sociais da própria diocese. > 10% do arrecadado são enviados para a CNBB regional que através do FES (Fundo Estadual de Solidariedade) mantém as mais diversas atividades Pastorais em nosso Regional Sul 3. > 40% do valor arrecadado na coleta vai para o Fundo Nacional de Solidariedade. O recurso é utilizado para o fortalecimento da solidariedade entre as diferentes regiões do país.


0 visualização
  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube