• Dom Jacinto Bergmann

"A Palavra de Deus Para Hoje" 30-05-19


No Evangelho de hoje, Jesus se dirige aos discípulos, compreendendo que eles queriam interrogá-lo, e diz-lhes: "Estais discutindo entre vós porque eu disse: ‘Pouco tempo e já não me vereis, e outra vez pouco tempo e me vereis’. Em verdade, em verdade vos digo, vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria".

O “pouco tempo e já não me vereis" a que se refere Jesus, é o tempo após a sua morte na cruz - é o tempo da tristeza; e o "pouco tempo e me vereis" a que se refere Jesus, é o tempo após a ressurreição - é o tempo da alegria. Tem sentido, pois, as palavras de Jesus: "Vos ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria".

O tempo da tristeza é passageiro, pois o tempo da morte é passageiro. O tempo da alegria é permanente, pois o tempo da vida é permanente. Nós somos chamados a abraçar a morte, mas somos chamados a abraçar mais ainda a vida. Quem abraça a morte com Cristo, abraça a vida com Ele. Nós somos mais filhos da luz do que filhos das trevas. Nós somos mais pessoas da alegria do que pessoas da tristeza.

Por isso que o Papa Francisco, na sua Exortação Apostólica "Evangelli Gaudium - A Alegria do Evangelho" diz: "Um evangelizador não deve ter constantemente uma cara de funeral. Não fujamos da ressurreição de Jesus; nunca nos demos por mortos, suceda o que suceder".


  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube