• Dom Jacinto Bergmann

“A Palavra de Deus para Hoje” 28-06-19


Jesus, no Evangelho de hoje, contou uma parábola aos escribas e fariseus, a qual mostra a grande misericórdia de Deus para com todas as pessoas, especialmente as mais perdidas. A parábola contada por Jesus é esta: “Se um de vós tem cem ovelhas e perde uma, não deixa as noventa e nove no deserto e vai atrás daquela que se perdeu até encontrá-la? Quando a encontra, coloca-a nos ombros com alegria e, chegando à casa, reúne os amigos e vizinhos e diz: ‘Alegrai-vos comigo! Encontrei a minha ovelha que estava perdida’. Eu vos digo, assim haverá no céu mais alegria por um só pecador que se converte do que por noventa e nove justos que não precisam de conversão”.

No ano de 2016, o Papa Francisco propôs para a nossa vivência o Ano Santo do Jubileu Extraordinário da Misericórdia. Ele nos pedia aquilo que Jesus pediu a todos os seus discípulos missionários: “Sede misericordiosos como Deus-Pai”. A Igreja, que somos nós os batizados, crismados e eucaristizados, dizia o Papa Francisco, “não está no mundo para condenar, mas para promover o encontro com aquele amor visceral que é misericórdia de Deus. Para que isso aconteça, é necessário sair. Sair e ir à procura das pessoas onde elas se encontram, onde sofrem, onde esperam”.


  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube