• Arquidiocese de Pelotas

Vida Religiosa Consagrada, o quê é mesmo?


Quando pensamos em Vida Consagrada logo vem em nossa mente muitos conceitos, mas afinal qual é o significado da consagração? Consagração significa que tudo que somos, fazemos e possuímos pertence a Deus em doação livre e alegre. Assumimos esse “tornar algo sagrado” no início de cada dia, renovando nosso desejo de amar a Deus em todo nosso coração. A profissão Religiosa é considerada como um singular e fecundo aprofundamento da consagração batismal, visto que nela a união íntima com CRISTO, já inaugurada no batismo, evolui para o dom de uma conformação expressa e realizada mais perfeitamente, por meio da profissão dos conselhos evangélicos. (Exortação apostólica pós-sinodal Vita Consecrata- art. 30) O batismo, por si mesmo, não comporta o chamamento a vivencia da castidade, pobreza e obediência na forma exigida pelos conselhos evangélicos, por este motivo pessoas inspiradas em Deus e pelo Espírito Santo iniciaram através de seus carismas movimentos para ir ao encontro das necessidades das pessoas e da igreja. Esses carismas são expressados na vida monástica, contemplativa, e ativa, nos institutos seculares, naqueles que se inserem nas sociedades de vida apostólica e outras formas. É no seguimento de Jesus que os consagrados se dedicam de coração indiviso, e colocam-se a serviço do outro assumindo viver de forma casta, pobre e obediente. Em tempos de grandes e aceleradas mudanças a vida religiosa é chamada a ser expressão de Jesus na realidade onde está inserida. Segundo Papa Francisco “os religiosos devem ser homens e mulheres capazes de despertar o mundo”. Deus continua chamando pessoas corajosas e estas dão o seu sim e entregam-se para viver de forma diferente os planos de Deus. Antes de tudo, sabe-se que o chamado é uma iniciativa de Deus a cada pessoa, é um chamado que Deus faz à pessoa e dela espera uma resposta. Pode ser sim ou não. A resposta ao chamado de Deus envolve renúncias mas contém inúmeras graças. A vida consagrada é um Dom do pai, por meio do Espírito, à sua Igreja, e constitui elemento decisivo para a missão. A partir de seu SER, a vida

consagrada é chamada a ser especialista em comunhão, no interior tanto da igreja e da sociedade. Deus é tão bom que ele concede a cada ser humano o tempo e a liberdade para discernir sua vocação e aos poucos Ele vai surpreendendo com as suas belezas e encantos os que são chamados a viver sua vocação de uma forma radical. A você jovem que ainda não deu seu sim a uma vocação específica te permita pensar nesta possibilidade e ouça com coragem o carinhoso convite que o bom Deus faz a cada um de forma única para que suas criaturas sejam plenamente felizes.

+Ir. Cristiane Oliveira


131 visualizações
  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube