• Arquidiocese de Pelotas

ESCUTAR, DISCERNIR e VIVER


O mês de agosto se aproxima! Agosto é um mês muito especial para toda a Igreja, pois em cada final de semana recordamos uma vocação especifica e suas valiosas contribuições para a construção do Reino de Deus. A própria Liturgia da Palavra dá pistas sobre o tema principal, sendo que a Palavra é o alimento para o povo de Deus. O termo VOCAÇÃO vem do latim – “vocare” e significa chamado. Vocação é um chamado de amor que o próprio Deus faz as suas criaturas amadas para que sejam felizes. Deus aguarda de cada pessoa, em particular, a sua resposta ao plano que Deus planejou com tanto carinho. A resposta ao chamado de Deus é pautada na liberdade dos filhos amados do Pai, por tanto, é totalmente pessoal, ninguém pode responder por outra pessoa, é única e intransferível. É também como um tesouro escondido: “O Reino dos céus é como um comprador que procura pérolas preciosas. Quando encontra uma pérola de grande valor, ele vai, vende todos os seus bens e compra essa pérola “ (Mt 13,44-46).

Confira qual a vocação especifica que seremos convidados a refletirmos a cada domingo, na Liturgia da Igreja, durante o mês de agosto:

Primeiro domingo: é o dia das vocações sacerdotais. Atualmente, também se comemora o dia das vocações diaconais, é o dia das vocações aos ministérios ordenados.

Segundo domingo: Celebra-se a vocação Familiar que é o lugar do início da vida física, mas, igualmente, onde deve brotar a vida espiritual, o conceito de liberdade, de responsabilidade, de respeito, de educação e, sobretudo, o lugar para experiência o amor familiar e o amor a Deus e de Deus. O lar cristão é o berço das demais vocações.

Terceiro domingo: Recordamos a vocação consagrada: religiosos, religiosas, consagradas e consagrados nos vários institutos e comunidades de vida apostólica ativa e contemplativa. Compreendemos a vocação à vida religiosa consagrada como o encontro entre Deus e a pessoa humana. A pessoa que responde sim se compromete, alegre e livremente, a seguir Jesus Cristo.

Quarto domingo: Celebramos a vocação leiga. É nesta data que se comemora o Dia do Catequista, daí a comemoração do dia da vocação do cristão leigo na Igreja, seja com sua presença, como também com seu

testemunho. Neste ano do laicato, os cristãos leigos são convidados de fato, a tornar-se, missionários na família e no trabalho, onde estiverem vivendo, são convidados a ser Sal da Terra e Luz do Mundo, Mt 5,13-14.

“Na diversidade e especificidade de cada vocação, pessoal e eclesial, trata-se de ESCUTAR, DISCERNIR e VIVER esta Palavra que nos chama do Alto e, ao mesmo tempo que nos permite pôr a render os nossos talentos, faz de nós também instrumentos de salvação no mundo e orienta-nos para a plenitude da felicidade”. Papa Francisco Deus quer que todas as pessoas sejam felizes. O caminho da felicidade acontece quando cada um descobre e cumpre a missão para a qual foi chamado. Isso se traduz nas capacidades, dons e convicções próprias de cada pessoa; tudo colocado a serviço do Reino de Deus.

+Ir. Cristiane Oliveira (SND)


0 visualização
  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube