• Pe. Jaime Souto

A AÇÃO MISSIONÁRIA DA IGREJA


"A Igreja Peregrina é por sua natureza missionária. Pois ela se origina da missão do filho e da missão do Espírito Santo, segundo o desígnio de Deus Pai" (AG, 2). A ação missionária consiste principalmente no anúncio de uma mensagem. Toda a atividade que a acompanha está em função dessa mensagem: "ide e fazei meus discípulos todos os povos... ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos anunciei" (Mt 28, 19s). Costumamos chamar de "missões" todas as iniciativas que envolvam a pregação do evangelho e a fundação da própria Igreja entre os povos ou sociedades que ainda não crêem em Cristo (cfr.ag 6). No Código de Direito Canônico, no cânone 781 vemos a perspectiva da ação missionária emanada do Concílio Vaticano II, tanto da Constituição Lumen Gentium quanto do Decreto Ad Gentes: "sendo que a Igreja toda é missionária por sua natureza e que a obra de evangelização é dever fundamental do povo de Deus, todos os fiéis conscientes da própria responsabilidade assumam cada um sua parte na obra missionária". Analisando profundamente esse cânone vemos que o empenho missionário vem chamado de "dever fundamental" para todos os fiéis da Igreja. É o grande indicativo para que todos os batizados tenham o dever moral de assumir o trabalho evangelizador como responsabilidade própria, fundamentada no Sacramentos do Batismo e da Confirmação. No cânone 211: "todos os fiéis têm o direito e o dever de trabalhar, a fim de que o anúncio divino da salvação chegue sempre mais a todos os homens de todos os tempos e de todo o mundo". Infelizmente em muitas mentalidades o trabalho missionário de anúncio do Evangelho é considerado uma função de padres e consagrados(as), gerando uma passividade e, as vezes, um desinteresse pela propagação da fé. Na Constituição Lumen Gentium 33: "os leigos são congregados no povo de Deus e constituídos num só corpo de cristo sob uma só cabeça. Quem quer que seja, todos são chamados a empregar todas as forças recebidas por bondade do criador e graça do redentor, como membros vivos, para o incremento e perene santificação da igreja. O apostolado dos leigos é participação na própria missão salvífica da Igreja". Possa esse mês missionário que estamos iniciando nos conscientizar que toda a Igreja é responsável na missão de evangelizar os povos e nos permita a favorecer por todos os meios de colaboração, nos mais diversos níveis, para esse serviço em favor da difusão do reino de Deus.


0 visualização
  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube